Untitled Document
Voltar para a Home...   quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Notícias Síndico News


6/2/2018
Prédio cuja garagem cedeu no DF está com documentos desatualizados
O Conselho de Arquitetura e Urbanismo informou, que não há documentos atuais sobre a situação predial

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal (CAU/DF) informou, em nota à imprensa, que não há documentos atuais sobre a situação predial e mesmo sobre reforma realizada recentemente na fachada do prédio residencial de Brasília, cujo teto da garagem desabou no último domingo (4). As informações são da Agência Brasil.

De acordo com o conselho, não há Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) no Conselho ou Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) emitidos por arquiteto e urbanista desde, pelo menos, 2012.

O órgão detalhou que, segundo informações do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (CREA-DF) e da Administração Regional do Plano Piloto (RA1), a edificação apresenta a chamada Carta de Habite-se, documento que atesta a conclusão de obra no âmbito do Distrito Federal, com processo datado de 1976. No Distrito Federal, não há uma Lei de Inspeção Predial que obrigue condomínios a realizarem vistorias periódicas para analisar o estado geral das edificações e de seus sistemas construtivos.

“Os edifícios em Brasília estão envelhecendo. Muitos têm mais de 40 anos de construção e a maioria não tem o histórico das reformas realizadas ao longo desses anos. Portanto, destacamos junto aos síndicos e administradores de condomínios sobre a necessidade de averiguar o estado de conservação das edificações mais antigas, para que casos assim não ocorram”, alerta o presidente do CAU/DF, arquiteto Daniel Mangabeira, que acrescenta que o conselho vem orientando síndicos, administradores de condomínios e demais profissionais do setor sobre a importância da manutenção para a prevenção de acidentes.

O teto da garagem cedeu durante forte chuva, esmagando 25 veículos que estavam estacionados no local. Ninguém ficou ferido. Uma vistoria preliminar da Defesa Civil atestou que a estrutura do prédio não foi afetada, descartando o risco de desmoronamento. A suspeita é que a chuva forte tenha encharcado o solo, pressionando o muro de arrimo e provocando o desabamento.

Fonte: Folhapress

 



7/2/2018
Chuvas de verão podem acarretar transtornos dentro dos condomínios
6/2/2018
Juiz nega pedido de magistrada para reduzir taxa de condomínio
5/2/2018
Moradores de Cuiabá procuram condomínios fechados por segurança e tranquilidade
5/2/2018
Piso de garagem cede e esmaga carros de condomínio em Brasília
2/2/2018
Síndico deve zelar pela saúde de moradores
2/2/2018
Furtos em condomínios e residências preocupam moradores e síndicos
2/2/2018
Síndicos debatem lei sobre lixeiras em condomínios
31/1/2018
Como usar a tecnologia para garantir a segurança do seu condomínio
31/1/2018
Condomínio: aceitar o rateio injusto é ilógico

Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1306127 visitas
 
Desenvolvido por