Untitled Document
Voltar para a Home...   quinta-feira, 21 de março de 2019
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Notícias Síndico News


14/3/2019
Energia solar no condomínio: o que considerar ao analisar a viabilidade?
Com vida útil de aproximadamente 25 anos, trata-se de um investimento com retorno garantido

A captação e utilização de energia solar têm crescido consideravelmente em nosso país. Com a ajuda do clima e grande incidência solar durante todo o ano, essa é uma alternativa para quem busca energia renovável e se preocupa com a sustentabilidade. Além das indústrias ou residências, a captação de energia solar no condomínio também é uma excelente forma de trazer economia aos moradores.

Se compararmos os anos de 2014 e 2016, o número de pessoas que utilizam a energia solar cresceu de apenas 400 no primeiro ano para sete mil no segundo, conforme informações da Aneel (fonte). E mais: nos últimos anos aumentou mais de 17 vezes o número de consumidores que produzem sua energia a partir do sol.

 Economia com energia solar
O investimento para a instalação do sistema de geração de energia solar fotovoltaica pode ter um custo inicial considerável. Porém, o investimento é válido e acaba sendo pago em torno de cinco anos.

Com vida útil de aproximadamente 25 anos, trata-se de um investimento com retorno garantido devido à economia no custo de energia que proporciona.

Com a instalação do sistema de captação solar em residências, a conta do consumo de energia pode diminuir em cerca de 90%, gerando uma economia que torna essa instalação cada vez mais interessante e procurada.

Os condomínios estão percebendo cada vez mais as vantagens da instalação de sistemas de captação de energia solar. Para condomínios comerciais, por exemplo, onde o uso de iluminação e ar condicionado é intenso, a economia gerada beneficia todos que possuem negócios dentro do condomínio.

A partir de 2015, quando alterações na Resolução Normativa 687 tornaram mais fácil a instalação de sistemas de energia solar em condomínios, a procura aumentou mais ainda.

Antes da instalação do sistema, é necessário avaliar a viabilidade, considerando o histórico do consumo de luz. Assim, pode-se verificar se a instalação é viável técnica e financeiramente. Além de considerar a área a ser utilizada e o percentual de economia na conta de energia que o novo sistema pode gerar.

Além da vantagem da redução na conta de energia, vale lembrar que o sol é fonte de energia renovável. Portanto, oferece a segurança de uma fonte que jamais se esgotará. Em dias de pouca incidência solar, a energia elétrica pode ser usada em substituição.

Não polui e não afeta o meio ambiente
A energia solar também é uma fonte não poluente, uma vez que sua produção não gera gases que prejudiquem o meio ambiente.

Outra vantagem é que a instalação do sistema não requer reformas drásticas ou alterações na estrutura. O investimento a ser feito é, basicamente, para a aquisição do sistema.

Embora os custos de instalação sejam absorvidos e retornem em poucos anos, este ainda tem sido um empecilho para que mais condomínios elejam este sistema como fonte de energia. Por este motivo, é interessante que este sistema atenda o maior número possível de itens dentro do condomínio que necessitam de energia.

Estrutura de instalação do sistema de energia solar
Normalmente aplicado aos telhados, é importante verificar se o tipo de cobertura aplicado suporta a instalação dos painéis e que tipo de estrutura de fixação é a mais recomendável.

Recomendação importante: não esqueça da impermeabilização da área! A utilização de Solução 100% Silicone pode ampliar a captação da energia solar, pois além de impermeabilizar a cobertura, reflete 88% dos raios solares. Testes mostram que a Solução 100% Silicone tem resistência e ótimo desempenho mesmo após 20 anos de exposição.

A relação custo/benefício também é positiva: a aplicação do Silicone é rápida e eficiente por não estar suscetível às falhas que podem ocorrem com produtos diluídos em água. O que é aplicado realmente fica no telhado protegendo o condomínio.

 



20/3/2019
Dicas para evitar problemas com o elevador do condomínio
20/3/2019
Os cuidados na contratação de fornecedores para o condomínio
20/3/2019
Economia de energia no condomínio
20/3/2019
Tudo sobre o encanamento do condomínio e como evitar entupimentos
20/3/2019
Chuva aumenta risco de queda de energia e de danos em equipamentos
20/3/2019
Problemas no para-raios podem prejudicar seu condomínio, veja como se prevenir
18/3/2019
Inadimplência em condomínio: como lidar com esse problema?
18/3/2019
Morador pode pedir indenização por garagens alagadas pelas chuvas
18/3/2019
Até onde vai o prejuízo das enchentes para o inquilino
18/3/2019
Novela no condomínio: quem paga por infiltrações?

Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1979042 visitas
 
Desenvolvido por