Untitled Document
Voltar para a Home...   terça-feira, 21 de novembro de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
SEGURANÇA

Treinar os funcionários é o investimento mais em conta para segurança dos condomínios
O tema foi veiculado pela imprensa como segue: “Sem treinamento, porteiros estão vulneráveis nos edifícios.
Mais uma matéria, no início de dezembro/14, chamou a atenção dado seu conteúdo, onde porteiros destacam que nunca receberam qualquer tipo de treinamento para exercerem sua função. Ficou bem claro que a maior preocupação dos condomínios é investir em equipamentos, esquecendo de qualificar a mão de obra, que é o mais barato, bem como conscientizar os condôminos.  O tema  foi veiculado pela imprensa como segue: “Sem treinamento, porteiros estão vulneráveis nos edifícios.
Os fatores são falta de qualificação em segurança, guaritas em locais inapropriados, terceirização e a não colaboração de moradores.
As portarias dos edifícios residenciais passam uma falsa sensação de segurança. Na realidade, apesar de sistemas de videomonitoramento, as entradas dos prédios estão vulneráveis e os porteiros também. O motivo? A maioria dos porteiros não é treinada em segurança.
Fonte: http://www.diariodolitoral.com.br/, de 01/12/14.

Ao Observar os assaltos ocorridos nos condomínios, nos últimos anos, ficou constatado e comprovado que, na grande maioria das vezes, a entrada se dá pela portaria principal do prédio, quer seja na entrada de pedestres ou de veículos, onde os porteiros, por desatenção ou mesmo inexperiência, uma vez que  foram enganados pelos ladrões.
Os delinquentes têm utilizado os mais diversos ardis a fim de ludibriarem os funcionários, mais precisamente aqueles que são responsáveis pelos controles de acessos, tais como porteiros e garagistas, tendo como objetivo a intrusão ao condomínio até atingirem as unidades condominiais.
Com isto, conclui-se que os assaltantes detectaram um enorme furo no sistema de segurança nos condomínios e, portanto, estão se aproveitando das falhas humanas, a fim de realizarem seus atos delituosos, sendo isto somente  possível devido a desqualificação profissional de seus funcionários, já que são facilmente ludibriados ou simplesmente agem por pura ingenuidade.
Todos estes problemas estão intimamente relacionados com a falta de treinamento destes profissionais. Muitos síndicos acham desnecessário gastar-se com cursos específicos, buscando uma especialização. Ledo engano, pois onde existem pessoas prestando serviços para outras, a única forma de se modificar comportamentos distorcidos é através de um bom treinamento, que deixa de ser um gasto para ser um excelente investimento. O retorno vem através de uma maior qualidade na mão de obra de portaria, acarretando, com isto, um nível satisfatório de segurança para todos os moradores.

José Elias de Godoy
Especialista de Segurança em
Condomínios e autor dos livros
“Manual de Segurança em
Condomínios’’ e “Técnicas de
Segurança em Condomínios”.
elias@suat.com.br


  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1122552 visitas
 
Desenvolvido por