Untitled Document
Voltar para a Home...   quarta-feira, 20 de setembro de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
SEGURANÇA

Treinar os funcionários ainda é o melhor e mais barato investimento
A única forma de modificar comportamentos distorcidos é através de um bom treinamento
Mais uma ocorrência de invasão em condomínios, no final deste mês de novembro, chamou a atenção da mídia, onde ladrão se aproveitou de falhas dos funcionários de portaria para invadir um prédio na cidade do Rio de Janeiro e promoveu furtos em dois apartamentos, na região sul da capital carioca.
Os fatos ocorreram em 20/11/13, quando o condomínio foi furtado por um homem bem vestido e simpático, que convenceu o porteiro e entrou no prédio. Foi veiculado pela imprensa como segue: “Homem convence porteiro a entrar em prédio e rouba dois apartamentos - A Polícia Civil investiga como um homem conseguiu furtar dois apartamentos na Zona Sul do Rio de Janeiro. Nos dois casos, o acusado usou a mesma estratégia: convenceu porteiros e funcionários a deixá-lo entrar nos prédios e levar objetos pessoais das vítimas.”
Fonte: http://g1.globo.com/, de 21/11/13

Observando os assaltos ocorridos nos condomínios nos últimos anos ficou constatado e comprovado que, na grande maioria das vezes, a entrada se dá pela portaria principal do prédio, quer seja na entrada de pedestres ou de veículos, onde os porteiros, por desatenção ou mesmo inexperiência,  foram enganados pelos ladrões .
Os delinquentes utilizam os mais diversos ardis, a fim de ludibriarem os funcionários, mais precisamente aqueles que são responsáveis pelos controles de acessos, tais como porteiros e garagistas. O objetivo é a intrusão ao condomínio até atingirem as unidades condominiais.
Com isto, conclui-se que os assaltantes detectaram um enorme furo no sistema de segurança nos condomínios e, portanto, estão se aproveitando das falhas humanas, realizando seus atos delituosos. Isto somente é possível devido a desqualificação profissional de seus funcionários, já que são facilmente ludibriados ou simplesmente agem por pura ingenuidade.
Todos estes problemas estão intimamente relacionados com a falta de treinamento destes profissionais, visto que muitos síndicos acham desnecessário gastar-se com cursos específicos, buscando uma especialização. Ledo engano, pois onde existem pessoas prestando serviços para outras, a única forma de modificar comportamentos distorcidos é através de um bom treinamento, que deixa de ser um gasto para ser um excelente investimento. O retorno vem através de uma maior qualidade na mão-de-obra de portaria, acarretando um nível satisfatório de segurança para todos os moradores.

José Elias de Godoy
Especialista de Segurança em
Condomínios e autor dos livros
“Manual de Segurança em
Condomínios’’ e “Técnicas de
Segurança em Condomínios”.
elias@suat.com.br



  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
995322 visitas
 
Desenvolvido por