Untitled Document
Voltar para a Home...   sexta-feira, 28 de julho de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
FINANCEIRO

Transparência na prestação de contas
As contas do condomínio podem tornar-se grandes problemas aos gerentes deste espaço, no qual residem diferentes perfis de pessoas.
As contas do condomínio podem tornar-se grandes problemas aos gerentes deste espaço, no qual residem diferentes perfis de pessoas. Quando o assunto não é tratado com seriedade, o síndico pode acabar culpado por gastos irresponsáveis ou por um eventual desfalque no caixa.
Para amenizar a dor de cabeça, que não é causada apenas pelo trabalho de cunho financeiro-administrativo, os síndicos e síndicas, representando seus condomínios, contratam uma administradora. Esta empresa fará de tudo para auxiliar o desgastante serviço, especialmente no que diz respeito a gastos, recebimentos e dívidas.
Não se pode falar em relatórios e balanços, sem antes escolher muito bem a administradora que prestará seus serviços ao condomínio. A maioria das empresas do ramo é gabaritada no exercício de suas funções, mas, como em todas as áreas, existem os aproveitadores.
É preciso procurar referências, pesquisar os melhores orçamentos e levar em conta o tempo de existência da administradora que contratará. Cair em golpes e entregar o condomínio na mão de aventureiros, que não possuem conhecimento suficiente, são atitudes das quais o síndico necessita fugir. Portanto, é imprescindível escolher e contratar muito bem.
A relação entre síndico e administradora deve ser de respeito e confiança. Esta confiabilidade faz com que a rotina transcorra organizada e tranqüila no condomínio. Em conseqüência dessa boa sintonia, as melhores soluções se apresentam. É muito importante que o síndico receba a orientação dos profissionais do ramo, pois eles estão preparados para orientar nas decisões, sem colocar em risco a responsabilidade de todos que fazem parte da administração.
São vários os itens que devem ser analisados na hora de contratar uma administradora: referências, tempo de atuação na área, capacitação técnica, cláusulas contratuais e custo. É muito importante ter acesso às impressões de síndicos de outros prédios administrados para saber o grau de satisfação.
De volta às finanças, deve-se lembrar que a verificação da pasta de prestação de contas que a administradora manda mensalmente – algumas enviam semanalmente – é um serviço competente ao síndico. Ele precisa analisar com atenção todos os documentos constantes na pasta, visando controlar a situação econômica do condomínio, além de supervisionar os gastos e receitas.
Depois de verificada, o síndico entrega a pasta ao subsíndico e aos membros do conselho. Não é de conhecimento comum, mas qualquer condômino tem o direito de solicitar as pastas de prestação de contas. Ele também pode contestar a conta, no caso desta não ter sido aprovada em Assembléia.
Demonstrativo de despesas e de receitas, balancete demonstrativo, extratos bancários, relação de cotas condominiais atrasadas, resumo de financeiro da reserva e outros documentos de ordem financeira fazem parte da pasta.
Rosely Benevides de Oliveira Schwartz, em sua competente obra Revolucionando o Condomínio, trata do assunto no tópico Cuidados para a escolha da administradora. Em alguns dos itens, ela diz:
“ - O síndico deverá saber como serão administrados os recursos, dando preferência às administradoras que trabalhem com contas bancárias separadas para cada condomínio. Já se os recursos forem administrados pelo sistema de conta pool, o dinheiro do condomínio irá ser depositado na conta da administradora, dificultando, portanto, o controle através de extratos e a identificação dos resultados com as aplicações.
• Solicitar um modelo de balancete elaborado pela administradora e através dele, verificar se o período demonstrado abrange o mesmo que o condomínio utiliza para o controle de suas contas, ou seja, desde o primeiro dia do mês até o dia trinta ou trinta e um.
• Saber se a administradora possibilita que os condomínios tragam orçamentos, principalmente para obras dispendiosas.
• Informar-se sobre o procedimento no caso de haver condôminos inadimplentes. A administradora obrigará o condomínio a utilizar seu corpo jurídico ou há a possibilidade  de escolher outros advogados.
• Verificar com bastante atenção se as guias de recolhimento dos impostos e taxas estão autenticadas normalmente pela rede bancária.
Observar no contrato se a administradora se responsabiliza pelos erros cometidos por ela, inclusive reembolsando o condomínio pelo pagamento de multas ou despesas provenientes do pagamento em atraso.
• Verificar sobre que valor a taxa administrativa é cobrada. Escolher a melhor alternativa, se sobre as despesas ou sobre as receitas. O importante é que no cálculo não sejam incluídas as receitas ou despesas extraordinárias.”
 É bom lembrar também que todas as notas fiscais das despesas estejam arquivadas. Com todos esses cuidados, dificilmente o síndico terá dor de cabeça na verificação das pastas de prestação de contas do condomínio ou em qualquer outro serviço financeiro.


  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
950314 visitas
 
Desenvolvido por