Untitled Document
Voltar para a Home...   terça-feira, 26 de setembro de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
MANUTENÇÃO

Paisagismo na Primavera
Para uma boa harmonia entre vegetação e áreas comuns, utiliza-se o importante trabalho do paisagista.
A primavera é o despertar das plantas que estavam dormentes durante o inverno. É o momento de revitalizar o jardim, primeiramente com uma limpeza, retirando as flores velhas, folhas e galhos secos. "O solo deve ser revolvido, pois o inverno o resseca muito. Após este trabalho, é importante a adubação orgânica, que também ajudará no despertar das plantas", explicou  Walter Dianesi, paisagista da Ambienty.
"É necessário observar se há pragas nas espécies. A grama cresce mais rápido nessa época, e deve ser cortada pelo menos uma vez ao mês. As regas devem ser mais frequentes, pois é maior a incidência de sol", continuou Walter.
Caso o jardim seja afetado pelo inverno, por falta de cuidados, uma limpeza geral de toda área ajardinada precisa ser feita.  "Retira-se galhos e folhas secas. O importante é a retirada de toda erva daninha  do gramado  e aplicação de composto orgânico, a fim de incorporar ao solo os nutrientes necessários para o melhor desenvolvimento das plantas", complementou o paisagista da Ambienty.
Daniela Bittencourt, engenheira agrônoma da Nature Paisagismo, lista alguns cuidados que devem ser tomados durante a estação mais florida do ano:
• Completar a tarefa de poda dos arbustos, que estarão reiniciando seu crescimento de estação e dar a forma desejada, se for o caso;
• Adubação orgânica e mineral;
• Observar se não há pragas como pulgões e cochonilhas;
• Renovação de canteiros com plantas da estação.
"O inverno induz as plantas à dormência e a primavera as faz despertar. Na primavera, muitas espécies que florescem durante o inverno, como as azaleias, por exemplo, estarão no fim da floração. As herbáceas e alguns arbustos que florescem no meio da estação, como as gardênias, já estarão com botões, de acordo com a região do país", complementou André Degobbi Siqueira, profissional da ADS Paisagismo.
André também reforça sobre o que precisa ser feito no jardim neste período:
• Fazer as podas dos arbustos ou até mesmo uma poda mais radical, para que os mesmos se renovem;
• Retirada de pragas existentes na grama, com pazinha apropriada;
• Adubação entre setembro e outubro com adubo granulado formulação NPK 10-10-10, e fazer a irrigação em seguida;
• Para regiões quentes, adubação de árvores e arbustos;
• Limpeza de touceiras de herbáceas perenes como as helicônias, retirando folhas amareladas e talos secos para arejar a planta;
• Utilizar adubo granulado, formulação NPK4-14-8 para uma bela floração;
Caso observar a presença de pragas, borrifar com solução de óleo de nim.

Para uma boa harmonia entre vegetação e áreas comuns, utiliza-se o importante trabalho do paisagista. "O projeto paisagístico é imprescindível. Primeiramente, é necessário a comunicação entre o cliente e o paisagista, a satisfação do cliente é primordial. Mas é através do  projeto que é verificado o estilo arquitetônico da área, clima predominante, tipo de solo, incidência de sol, e se haverá presença de crianças ou animais domésticos", comentou Walter Dianesi. "Tem que levar em conta também o crescimento das espécies, se uma não prejudicará o desenvolvimento da outra. Por isso, o estudo através do projeto e importante", alertou.
"Um bom planejamento começa em ordenar o espaço e criar ambientes agradáveis e funcionais, conforme as necessidades de cada caso. O paisagista deve ter conhecimento de composição de materiais, técnicas possíveis e adequadas para às diversas situações", finalizou Daniela Bittencourt.
Muitos condomínios optam por enfeitar os ambientes fechados com plantas. Em alguns prédios, vastos e belos jardins internos embelezam o local.  A diferença dos cuidados dos jardins externos para os internos são as regas, que são menos intensivas, a adubação foliar é indicada, como a pulverização preventiva contra pragas e doenças, mensalmente. Os demais cuidados são iguais. As espécies que toleram meia sombra são: Lírio da Paz, Antúrio, Camarão Amarelo, Calanchoe, Orquídeas, Gerânios, Begônia, Violetas, entre outras.
As flores mais comuns na primavera são: Gardênia, Empatiens, Evolvulus, Amarelinha, Lantana, Begônia, Primaveras, Strelitzias, Lírios da Paz, Jasmim, Grama Amendoim, Heliconias, Roseiras, Bela Emilia, Ixora, entre inúmeras espécies.




  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1006415 visitas
 
Desenvolvido por