Untitled Document
Voltar para a Home...   segunda-feira, 20 de novembro de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
TERCEIRIZAÇÃO

O custo e os riscos de se ter empregados próprios
Muitos síndicos e administradoras acreditam que o custo de uma equipe de empregados próprios é inferior ao custo que as terceirizadoras cobram por equipe similar. Os mais afoitos comparam o custo total de um único mês contra o custo fixo para todo o ano pedido pela terceirizadora, esquecendo de que, neste custo fixo mensal, estão inclusos todos os encargos trabalhistas como FGTS, férias, 13º salário, impostos, etc. Outros se esquecem de que os empregados próprios recebem 3 biênios de 5% cada um, sendo que ao final de 6 anos os salários estarão 15% acima do piso salarial das demais categorias. 
Mas, afinal, é justo comparar apenas salários diante de tantos benefícios e vantagens proporcionados pela terceirização? Em tempos difíceis como agora, no qual desemprego e insegurança crescem na mesma proporção, é importante gozar de certa liberdade em poder escolher os profissionais que gostaria de ter para trabalhar no seu condomínio. Se os teus empregados são próprios, você não tem essa flexibilidade. E nessa situação, o síndico se torna refém porque suas ordens não são acatadas, sua autoridade não é respeitada, e você nada pode fazer pois não tem reservas para indenizar a demissão. E mesmo que você o demita e o indenize conforme a lei, são elevadas as chances de ele entrar com uma ação trabalhista, cada vez mais banalizada nos dias de hoje. E se você acha que não corre esse risco porque teu condomínio cumpre 100% com a legislação, esqueça, a realidade é outra. É muito difícil, senão impossível, sair ileso de uma ação sem pagar uma “contribuição”, além das custas com advogados. Foi publicada uma matéria no Estadão, onde diz que o desemprego está atingindo mais os jovens entre 18 e 25 anos, em quase 20%. Os jovens não conseguem empregos porque não há criação de novas vagas, e porque os que os empregados em idade avançada não podem ser demitidos devido aos altos custos com indenizações. Pois é, o nosso Brasil socialista criou tantas vantagens para o trabalhador, que está se tornando caro e arriscado ter empregados próprios. Por exemplo: qualquer trabalhador que tenha adquirido o direito à aposentadoria poderá exercê-lo sem ser obrigado a deixar o emprego. Isto é, saca o saldo do FGTS, passa a receber também a aposentadoria e continua em seu emprego por toda a vida que ainda restar, ou, até quando o condomínio decidir demití-lo por não ter mais condições de saúde. Mesmo nesta segunda hipótese, terá que indenizá-lo em 50% sobre o saldo do FGTS que continua a existir como se não tivesse sido sacado, e mais o aviso prévio de 3 meses devido o longo tempo de registro. Não restará alternativa senão a de pagar aviso prévio indenizado. Portanto, se o teu condomínio ainda não terceirizou os serviços de zeladoria, portaria e de limpeza, passe a considerar essa decisão com seriedade. A terceirização elimina o passivo trabalhista para sempre, e garante que todos os novos empregados sejam competentes, preparados e corteses com os condôminos. Se não for assim, o síndico tem a liberdade de substituí-los a qualquer tempo, sem qualquer custo adicional. A propósito, se você está considerando terceirizar, mas não se encoraja porque acha que não conseguirá arrecadar recursos suficientes para pagar as indenizações, não se preocupe com esse detalhe. Existem sólidas empresas que adiantam os recursos necessários com juros simbólicos, e financiam em até 36 meses, de maneira a permitir pagar as mensalidades com a própria economia proporcionada pela terceirização. Imagine essa hipótese de poder eliminar o passivo trabalhista para sempre, sem qualquer arrecadação extra para isso, e contar com os serviços de porteiros treinados e uniformizados, além de supervisores presentes semanalmente, assegurando que os serviços contratados estão sendo executados com a qualidade prometida. Basta um telefonema. Você não tem nada a perder.

Etore A. Fuzetti
etore@replace.com.br


  Untitled Document






Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1120553 visitas
 
Desenvolvido por