Untitled Document
Voltar para a Home...   quarta-feira, 26 de julho de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
VOU CHAMAR O SÍNDICO

Lugar para mulher
Condomínios passam a ter espaços específicos para as mulheres; terceirização dos serviços diminui riscos

As áreas de lazer dos condomínios não foram pensadas para as mulheres. Quadra de futebol, sauna, salão de jogos e churrasqueira são ambientes mais frequentados pelo público masculino.

Empreendimentos imobiliários novos, no entanto, estão nascendo com uma área tipicamente feminina, o chamado "espaço mulher".

Alguns empreendimentos antigos também estão destinando áreas, antes ociosas, para tal finalidade. São espaços graciosos, aconchegantes e úteis a elas -com procedimentos estéticos, massagens, manicure e cabeleireiro.

Em tempos de trânsito caótico, violência urbana e rotina atribulada, o "espaço mulher" nos condomínios surge como uma solução e um tema que merece atenção de engenheiros, arquitetos, síndicos e administradores.

Se bem explorado e administrado, ainda pode gerar receita para o caixa do condomínio.

Todavia, colocar em operação esse benefício requer planejamento, sobretudo nas questões jurídicas. O ideal é terceirizar a exploração do espaço para empresas e profissionais do ramo, com contratos bem elaborados, de forma a minimizar riscos e passivos -até mesmo na área trabalhista.

Entre as medidas que devem ser tomadas na implantação do espaço mulher está a criação de uma comissão de moradores para estudar o assunto (em conjunto com o síndico), a aprovação de todas as questões em assembleia geral extraordinária e a elaboração de contratos específicos, com prazos, responsabilidades e obrigações definidas.

Também é importante contratar empresas e profissionais com formação técnica, exigir o uso de materiais e equipamentos de primeira linha e evitar a locação do espaço para não dificultar a troca dos prestadores de serviço, se necessário.

Os profissionais e os serviços prestados no condomínio devem passar por avaliação, e as questões de higiene, saúde e segurança precisam ser atendidas -bem como o cumprimento das normas das autoridades sanitárias.

E uma última dica, não menos importante: o "espaço mulher" deve ser destinado exclusivamente aos moradores.



  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
949550 visitas
 
Desenvolvido por