Untitled Document
Voltar para a Home...   sábado, 23 de setembro de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
GERADORES

Geradores evitam apagões nos condomínios
Este equipamento produz energia elétrica a partir de motores a diesel, podendo entrar em operação em situações de emergência
Nos primeiros meses de 2014, diversos bairros de São Paulo sofreram com quedas de energia. Seja por causa das tempestades ou das falhas no fornecimento, quem sempre acaba sofrendo é o usuário.
A falta de luz atrapalha o andamento de todo o condomínio, aumentando o risco de invasões - por causa do desligamento do circuito fechado de TV - e dificultando o trabalho dos porteiros, que precisam sair de seus postos para abrir portões. Também não podemos esquecer do elevador, outro equipamento essencial.
A única solução viável é a instalação de um gerador potente, que atenda a todas as normas ambientais. Este equipamento produz energia elétrica a partir de motores a diesel, podendo entrar em operação em situações de emergência, quando existe queda de energia elétrica, e podem estar dispostos em convencionais, silenciosos, super silenciados e móveis.
O síndico precisa chamar um técnico para verificar a demanda do edifício e confirmar o tipo de gerador que será utilizado. Em prédios baixos, um motor de 5 a 6 cavalos é suficiente. A prioridade do uso é definida pelo síndico: o equipamento pode suprir energia só dos elevadores, circuitos de TV e portões eletrônicos, como também de todos os equipamentos do prédio.
Existem diversos modelos de geradores, com operação em paralelo e também podem ser automáticos ou manuais, com potência de até 2.500 KVA isolados ou 20.000 KVA em paralelo.
Uma empresa especializada no fornecimento e manutenção de tal equipamento poderá oferecer todo o serviço de engenharia de sua aplicação, peças de reposição e serviços, apoio técnico para serviços especiais, manutenção preventiva, bem como a instalação e colocação em funcionamento do aparelho.
Por questões de economia e racionalidade, o gerador deve ficar o mais próximo possível do quadro geral de distribuição do prédio.
Quanto à manutenção, recomenda-se que o zelador deixe (uma vez por semana) o gerador funcionar por cerca de 15 minutos e, caso apresente alguma anormalidade, o mesmo deve avisar imediatamente a empresa fornecedora.
Os fabricantes dos geradores recomendam que a cada seis meses o óleo diesel não aproveitado seja recolhido. Este recolhimento é feito por outro tipo de empresa credenciada. Para evitar o desperdício de combustível e não ter que pagar mais um prestador de serviços, o funcionamento do gerador pode ser feito por 15 minutos semanais, nos  horários de picos de energia. Assim, nunca irá faltar óleo durante algum apagão e também não ocorrerá desperdício de material, além de economizar com a conta de luz.
É bem improvável que o condomínio, sem o apoio de uma empresa especializada e credenciada, possa atender a todos os requisitos necessários para não cometer infração. Pra começar, não é permitida a venda de combustível em recipientes inadequados. Mas é bem comum encontrar postos que vendem para zeladores em galões e até em garrafas de plástico.
Pelo que pode ser visto na lei, utilizar de maneira errada substâncias tóxicas pode, sim, dar cadeia. Isso vale também para quem compra. A importância de contratar uma empresa que segue todas as normas se dá no transporte, manuseio e abastecimento. Além de tudo isso, as empresas idôneas do ramo só trabalham com combustível de qualidade. O que não falta por aí é posto vendendo produtos adulterados, que danificam permanentemente o gerador.
No caso de derramamento no solo, a empresa autorizada tem todo o equipamento necessário para isolar a área e evitar a contaminação. Algo que um zelador ou qualquer outro funcionário do condomínio não teria a condição de fazer.
Uma dica para o síndico não contratar de maneira equivocada: é muito importante verificar se a empresa cumpre todas as normas, se tem seguro ambiental e se possui um sistema logístico capaz de atender as necessidades do condomínio. Na parte estrutural, a companhia deve ter veículos especialmente equipados e profissionais treinados. O síndico deve pensar sempre em toda esta estrutura e não apenas no combustível.
O profissional que fará o transporte e manuseio do diesel precisa utilizar todos os equipamentos de segurança necessários para garantir sua integridade física como luvas, botas e óculos.

Vantagens dos condomínios  que contrata  a empresa certa

• Comodidade;
• Equipamento correto;
• Evita processos;
• Seguro ambiental;
• Preservação do meio ambiente;
• Produto de qualidade (combustível);
• Não coloca em risco a saúde dos funcionários;
• Profissionais treinados e equipados.

Serviços
Tecnicargo - Tel: 4044-0155
www.tecnicargo.com.br
Essencial - Tel: 4997-5033
www.essencialenergia.com




  Untitled Document






Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1001750 visitas
 
Desenvolvido por