Untitled Document
Voltar para a Home...   sábado, 23 de setembro de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
SEGURANÇA

Funcionários domésticos também fazem parte da segurança
Neste mês de Novembro tivemos uma tentativa de arrastão em um condomínio na Zona Oeste da cidade.

Neste mês de Novembro tivemos uma tentativa de arrastão em um condomínio na Zona Oeste da cidade, onde houve a participação de uma funcionária doméstica, mas que não foi concretizado pela falha dos ladrões. Um erro de português foi fundamental para a prisão deles. O site G1, publicou a seguinte matéria em 09/11/07:
“Uma empregada doméstica de 43 anos foi presa, na noite desta sexta-feira (9), em Embu, na Grande São Paulo, por agentes da Polícia Civil. A polícia não tem dúvida de que ela ajudou a quadrilha a planejar um assalto a um condomínio de luxo na Lapa, Zona Oeste da cidade. A mulher trabalhava num apartamento que seria o principal alvo do grupo. Segundo a polícia, a doméstica abastecia a quadrilha com informações sobre dinheiro, jóias, objetos de valores e cofres. A ação dos criminosos estava sendo monitorada pela polícia, que ficou surpresa ao ler “impório” em vez de “empório” no veículo, que continha os panetones e vinhos a serem entregues, como parte de um disfarce.”
Todos condôminos sonham ter funcionários altamente especializados e de inteira confiança, principalmente os que trabalham em suas residências. Mas o que deve ser feito para se chegar a uma mão-de-obra com tal grau de perfeição? Tudo se inicia no recrutamento e seleção, onde deverão ser escolhidos profissionais dentro do mercado de trabalho, de preferência com indicações  de pessoas idôneas e conhecidas;  deve-se optar por candidatos que possuam  experiência  anterior comprovada em Carteira de Trabalho ou com cartas de referências de empregos anteriores, devendo-se contatar com estas empresas ou com os antigos patrões; que tenham estabilidade funcional, de no mínimo 02 (dois) anos, comprovada em Carteira de Trabalho; que não possuam antecedentes criminais, e que preferencialmente sejam tirados pelo próprio contratante; que sejam submetidas a entrevistas detalhadas realizadas por empresas especializadas ou pelo futuro patrão, evitando fazê-lo na residência; os candidatos deverão preencher uma ficha de solicitação de emprego com seus dados pormenorizados e até com fotos do solicitante. Feito isto o condômino deverá checar todos dados fornecidos pelo futuro empregado, inclusive conhecendo o local de residência do candidato e o real motivo de sua demissão nos empregos anteriores, a fim de comprovar a veracidade de todas informações passadas para que possa contratá-lo com total segurança e sem margem de dúvidas.
Vale lembrar que o condômino deverá orientar seus empregados para que não comentem com ninguém, inclusive com familiares, sobre os hábitos e rotinas dos patrões bem como tudo o que observa no condomínio. Tais funcionários deverão ter ciência das Normas de Segurança do condomínio a fim de que possam seguir as regras impostas para a proteção de todos. É importante que os colaboradores domésticos, também, tenham treinamento específico, não só na parte operacional de seu trabalho doméstico, mas também na conscientização sobre a cultura de Segurança uma vez que tal aperfeiçoamento dos empregados, não é uma despesa perdida, mas sim um investimento que reverterá em forma de benefícios ao próprio condômino.

José Elias de Godoy
Especialista de Segurança em Condomínios
e autor dos livros “Manual de Segurança em Condomínios’’
e “Técnicas de Segurança em Condomínios”.
elias@suat.com.br



  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
1001759 visitas
 
Desenvolvido por