Untitled Document
Voltar para a Home...   sexta-feira, 28 de julho de 2017
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
SEGURANÇA

Confirme sempre a veracidade das informações antes de abrir o portão do prédio
Agindo preventivamente e com conhecimento, é que se poderá dificultar o acesso daqueles que querem se aproveitar das vulnerabilidades
Neste último mês de abril, foi divulgado pela imprensa mais um caso de assalto em prédio na região sul da Capital e foi veiculado da seguinte forma:  “Criminosos invadem condomínio de alto padrão no Itaim Bibi, diz PM - Assaltante se passou por morador, rendeu vigia e roubou moradores. Antes de sair, quadrilha destruiu central de monitoramento do prédio. Criminosos assaltaram moradores de um condomínio na Rua Leopoldo Couto de Magalhães Jr., no Itaim Bibi, Zona Sul de São Paulo, na noite de terça-feira (29). Segundo a polícia, uma pessoa ligou para a portaria, dizendo que era um morador, e liberou a entrada de um carro de luxo na garagem. Dois homens armados com um fuzil e uma metralhadora renderam os seguranças e vestiram roupas de vigia. Eles abriram o portão para outros três carros, com cerca de 20 criminosos, que tinham os rostos cobertos. “ 
Fonte: http://g1.globo.com/,  de 30/04/2015. 

Diante do exposto, é importante saber que o porteiro deve ser orientado que, antes de tomar atitudes de liberação de entrada de estranhos ao prédio, certifique-se que a autorização, via fone, partiu realmente de um morador. Cabe lembrar que, dessa forma, a comunicação fica vulnerabilizada e sem a devida credibilidade. Para tanto, a portaria deverá manter um cadastro atualizado de todos condôminos, servindo como fonte de consulta para os porteiros a fim destes contatarem diretamente os moradores e não, simplesmente, liberando entrada de estranhos com uma ligação telefônica, onde o interlocutor diz que é morador sem a devida confirmação e veracidade da chamada. 
Além disto, deve-se  tomar algumas precauções nas entradas dos condomínios, iniciando pela identificação de toda e qualquer pessoa estranha que queira entrar no prédio. Isto do lado de fora dos portões, perguntando-lhe o nome, com quem gostaria de falar ou visitar. Feito isto, deve-se entrar em contato com o morador, verificando a possibilidade deste recebê-lo ou não. Sendo autorizado, dever-se-á liberar a entrada do visitante, cadastrando seus dados em livro próprio, ou ainda sistema informatizado, liberando sua entrada. Todos funcionários deverão ser treinados para atuarem com informações técnicas e segurança.
Agindo preventivamente e com conhecimento, é que se poderá minimizar esses riscos e dificultar o acesso daqueles que querem se aproveitar das vulnerabilidades e fazer os condomínios  vítimas de suas artimanhas.

José Elias de Godoy
Especialista de Segurança em
Condomínios e autor dos livros
“Manual de Segurança em
Condomínios’’ e “Técnicas de
Segurança em Condomínios”.
elias@suat.com.br



  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
950296 visitas
 
Desenvolvido por