Untitled Document
Voltar para a Home...   quarta-feira, 23 de outubro de 2019
Siga-nos no Twitter...
Voltar para a Home...

Artigos
LAZER NO CONDOMÍNIO

Academia, esporte e lazer sem sair do condomínio
Uma sala de fitness dentro do condomínio economiza tempo de deslocamento em época de caos urbano crescente

Os condôminos sempre questionam a importância de ter uma academia. Além da atividade esportiva ser algo de extremo valor na busca por uma vida mais saudável, uma sala de fitness dentro do condomínio economiza tempo de deslocamento em época de caos urbano crescente. Sem contar que os esportes condominiais não estão restritos à musculação.
"Destaco a qualidade de vida dos moradores que deixam de pegar o carro, trânsito e estresse para deslocamento até um local apropriado para a prática de exercícios. O custo benefício é infinitamente melhor", disse Piero Ferraro M. Bertolo , sócio e coordenador geral da empresa CORE - gestão de academia, esportes e lazer em condomínios.
Uma boa academia custa, dependendo da região, de R$200,00 a R$400,00 por mês. É viável contratar uma empresa especializada e, dependendo do programa e quantidade de apartamentos, sai a partir de R$35,00 por apartamento, com atividades de segunda a sexta.
Primeiramente é preciso definir um espaço para montar a academia.  Este pode ser um salão de festas ou um salão de jogos mal utilizado que, sem grandes obras, se torne o lugar ideal com os equipamentos e materiais certos. Identificar o banheiro próximo e um ponto para bebedouro também é importante, além de, posteriormente, definir o local das esteiras para adequação da parte elétrica. O restante é instalado depois.
"Nós visamos que, além da parte estrutural, como tamanho do espaço existente, formato do salão, se possui colunas ou não, proximidade de banheiros ou vestiários, locais para espelhos e bebedouro, devemos levar em conta a quantidade de apartamentos existentes e de moradores", explicou Piero.  
Os perfis dos moradores do condomínio contam bastante. Se são jovens casais com crianças, idosos, famílias grandes. Com essa análise feita, se identifica os melhores equipamentos para colocar no espaço estabelecido e ser funcional aos moradores, atendendo a todos para que não haja a necessidade de buscar este serviço fora do condomínio.
O ambiente em que serão instalados os equipamentos de fitness precisa ser arejado ou com possibilidade de se tornar com uma pequena reforma. Outra opção é a colocação de ar condicionado, fazendo-se necessário um pé direito alto para não prejudicar os praticantes.
O síndico precisa procurar uma empresa séria, que dê todo o suporte e faça o planejamento dessa academia. "Aparelhos insuficientes ou em má conservação levam os moradores a não os utilizarem, indo treinar fora. Este desperdício leva a gastos excessivos, pois foram comprados equipamentos que não servem", alertou o gestor de academia, esportes e lazer em condomínios. "Vale destacar que estamos falando da saúde e segurança das pessoas, pois equipamentos sem manutenção podem causar lesões sérias para os praticantes. Em certos casos, o condomínio é processado", continuou.
Com a academia estruturada, o síndico pode ir atrás de um profissional de educação física para auxiliar os praticantes. "Vamos partir do princípio que o condomínio constrói, ou possui uma academia para buscar saúde, qualidade de vida e bem estar aos seus moradores. Exercícios mal executados ou mal orientados por pessoas que não são da área podem trazer danos irreparáveis à saúde física, tais como: desgastes articulares de joelhos, tornozelos e ombros; lesões sérias na coluna como escolioses, lordoses, cifoses, hérnias de disco; processos inflamatórios como tendinites, bursites; além de lesões nos ligamentos e tendões como estiramentos, inflamações crônicas e rupturas. Um bom profissional traz aos praticantes os resultados desejados, sem os riscos das lesões", comentou Piero Ferraro M. Bertolo.   

Além da musculação...
Além do personal, nutricionistas, fisioterapeutas e pedagogos podem atuar no condomínio. Algumas empresas oferecem atividades das mais diversas, desde recreação infantil, natação, hidroginástica, aulas de ginástica, pilates, yoga, danças, lutas, corrida e palestras de nutrição. "As modalidades são as preferidas pelos moradores, não tendo restrição. Nós da CORE, por exemplo, montamos a grade de atividades de acordo com o perfil e interesse dos condôminos".
Para crianças e adolescentes, Piero indica recreação infantil, atividades esportivas de quadra de diversas modalidades, natação, dança ou artes marciais direcionadas para a idade, ajudando no desenvolvimento físico e psicológico dos mesmos.
Como citado anteriormente, atividades em piscinas também são oferecidas. Muitas vezes, o condomínio tem uma piscina e seu uso fica restrito aos dias quentes de verão. Um planejamento adequado dá mais utilidade ao importante espaço esportivo. "Possuímos um modelo de escola de natação para todas as idades, desde bebês, passando por todos os níveis e idades, até o adulto. Também há aulas de hidroginástica, que são um sucesso, atividades recreativas como biribol e polo aquático", enumerou Piero.
É imprescindível o praticante saber suas condições físicas e sua aptidão para a prática esportiva, evitando lesões e possíveis problemas cardíacos que ele pode ter mas desconhece. Portanto, antes de iniciar qualquer atividade física, o condômino deve procurar um médico e depois avaliar seu condicionamento.
Antes de adquirir os equipamentos, o síndico deve atentar para a má qualidade de alguns produtos no mercado. “Procure estações e esteiras profissionais, que suportam cargas e uso como de uma academia. As que são vendidas como residenciais e algumas ditas para condomínio são mais baratas, porém não suportam a constante utilização. Além de não serem ergonômicas, não proporcionando grande qualidade de execução dos movimentos. Este é um custo benefício ruim”, ensinou Piero.

Gestão de academia
A ideia é levar os benefícios de uma academia e de um clube aos condomínios como:
- Musculação;
- Aulas de ginástica;
- Hidroginástica;
- Natação;
- Recreação;
- Atividades esportivas;
- Lazer e eventos como festas juninas, natal, entre outras;
- Identificar quais atividades são de maior interesse dos moradores e adequá-las à grade de atividades;
- Auxílio na conservação e manutenção dos equipamentos;
- Constante adequação de materiais e atividades;
- Monitoramento e animação de eventos;
- Assessorias na montagem da academia (escolha dos equipamentos e melhor aproveitamento dos espaços do condomínio);
- Constante comunicação com síndico e administradora para manutenção e bom funcionamento dos equipamentos e das atividades oferecidas.

 Aparelhos
Para se ter uma idéia, um condomínio de médio porte necessita de:
-  Estação multiuso de três torres independentes
-  Cadeira adutora/abdutora
-  Crossover
-  Smith
-  Leg Press
-  Banco de supino reclinável
-  um ou dois bancos reclináveis livres
-  Barras -  Pesos livres (a quantidade pode variar dependendo do perfil dos moradores)
-  Tornozeleiras
-  Bolas suíças
-  Colchonetes
-  Espaldar
-  Esteiras
-  Elípticos
- Bicicletas (tradicional e horizontal),

Para um condomínio menor:
-  Estação multiuso
- Esteiras (quantas couberem)
- Elípticos e bicicletas (também dependem do espaço)
-  Banco reclinável
-  Barras
-  Pesos livres
-  Tornozeleiras -  Espaldar -  Bolas suíças -  Colchonetes


  Untitled Document





Untitled Document

Jornal Sindico News - Editora Santa Luiza Ltda.
Tel: 11 5573-0333 - São Paulo - contato@sindiconews.com.br
© COPYRIGHT 2012 - Todos os direitos reservados
 
2330076 visitas
 
Desenvolvido por